terça-feira, 9 de julho de 2013

Polêmica: CEO da Abercrombie não quer consumidores gordos, diz autor

 Campanha (Foto: Reprodução ) Campanha Abercrombie & Fitch

A Abercrombie & Fitch, uma das maiores redes de varejo americanas, que recentemente virou moda entre os estudantes brasileiros com suas t-shirts esportivas, está de volta aos holofotes. Mas, desta vez, não são pelas as filas quilométricas nas portas das lojas, nem por conta das campanhas com apelo sexual. A marca virou alvo de polêmica na internet pelo posicionamento em relação à grade de numeração excludente – nas lojas, é impossível encontrar as famosas t-shirts, por exemplo, em tamanhos XL e XXL –, assunto que foi retomado por Robin Lewis, autor de The New Rules of Retail, em recente entrevista ao Business Insider.

“Ele não quer pessoas grandes comprando na sua loja, ele quer pessoas magras e bonitas”, disse o autor sobre o CEO da label, Mike Jeffries. “Ele não quer que seus principais consumidores vejam pessoas que não são tão atraentes quanto eles usando suas roupas. Para ele, as pessoas que vestem suas peças devem se sentir parte das cool kids“. 


A reportagem compara os tamanhos oferecidos pela Abercrombie com os de outras grandes redes: enquanto a maior calça da Abercrombie é tamanho 10 (o equivalente ao tamanho 38/40, no Brasil), seus concorrentes, como a H&M e a American Eagle, têm grades muito mais generosas, que vão até o tamanho 18 (número 46 no Brasil). 

 (Foto: )Mike Jeffries, CEO da Abercrombie & Fitch 

Em 2006, o presidente da label concedeu uma entrevista ao site Salon em que assumiu que seu negócio gira em torno de sex appeal. “É quase tudo. É por isso que a gente contrata gente bonita nas nossas lojas. Porque gente bonita atrai gente bonita e nós queremos nos direcionar a pessoas legais e bonitas” . Jeffries ainda revelou que não se incomoda pelo fato de excluir alguns consumidores. “Toda escola tem as crianças cool e populares, e também tem as não tão cool. Sinceramente, nós vamos atrás das cool. Vamos atrás das da criança total americana, com uma ótima personalidade e vários amigos. Muitas pessoas não pertencem e elas não podem pertencer. Se somos excludentes? Absolutamente”. 



Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web:
modelos vestido roupas da marca doadas.   


 (Foto: Reprodução )No Tumblr Abercrombie Popular, mendigos usam peças de roupas da marca americana como forma de protesto ao posicionamente excludente da label


Nenhum comentário:

Postar um comentário